MEDITAÇÃO FEMININA PARA HOMENS ESTÚPIDOS

Espiritualidade começa com educação e bom senso. O que adianta falar de espíritos, plano astral, anjos, incensos, mestres ascencionados, caboclos ou viagem astral se a gente não consegue respeitar as mulheres, por exemplo.

A nossa sociedade machista aprendeu (?) com os nossos ancestrais, péssimos exemplos de como se portar em sociedade. Foram séculos e séculos de sobrepujança masculina sobre o sagrado feminino. As mulheres nunca foram valorizadas como deveriam, nunca igualadas ao homem, triste herança.

Quem sou eu para dizer alguma coisa sobre o feminismo? No entanto, com o passar do tempo e das minhas experiências de vida, afirmo categoricamente que elas estão cobertas de razão. Temos que romper com estes paradigmas.

Por isso, proponho agora aos homens uma meditação feminina, um pequeno exercício mental: visualize você trajado com uma roupa feminina: saia com decote, salto alto, maquiagem e o corpo adornado com brincos, colares e pulseiras.

Respire fundo e vá ate à rua. Lentamente, caminhe para o ponto de ônibus. Perceba o som da primeira buzina estúpida fazendo menção à sua beleza: fom fom... Siga em frente. Agora, um assobio ridículo: fiu fiu. Prossiga e já acaba de chegar um elogio tacanho te chamando de "gostosa". Já foram três manifestações que você sequer consentiu...

Chegou o ônibus, Suba vagarosamente e com cuidado para que a saia não mostre o que não deve. O motorista já te olhou te devorando... O ônibus está cheio, não tem lugar para sentar. E os "machinhos" mau educados não se levantam para te ofertar uma vaga no banco. E lá vem o tarado a baforar com seu hálito fétido em seu pescoço, dá a primeira encoxada. Encosta e se masturba no coletivo como se isso fosse natural, sexy e consentido. A vontade que você tem é de esbofeteá-lo, esmurrá-lo até a catraca.

Graças a Deus você chegou ao seu destino. No trajeto entre o ponto de ônibus e o local de trabalho mais duas manifestações odiosas de machinhos auto-afirmativos (todos os homens se acham o máximo...). E no trabalho seguem as cantadinhas: por e-mail, pelo telefone, pelo inbox do facebook, pelo whatsapp com nudes... E o chefinho passa a mão na sua perna. O companheiro de trabalho faz uma gracinha com a sua bunda.

E tudo isso sem você consentir! E nem mesmo gostar.

No final do dia você sente desgastada, devassada, devastada, sugada, vampirizada e tratada como um pedaço de carne.

Agora, respire fundo e... pronto! Desperte vagarosamente. Abra os olhos.

Como você se sente? Cansado?

Se você não se sentir um completo idiota, arrogante, presunçoso, abusado e ignorante, provavelmente você é mesmo um idiota, arrogante, presunçoso, abusado e ignorante.

Medite sobre isso e mude.

Comentários

Postagens mais visitadas